A lenda do “Primeiro de ano” no reino de Pindorama.

A Vaca, o Carrapato e a lógica da Insensatez e da Inconsequência.
27 de outubro de 2018
Santa Rita do Passa Quatro
10 de novembro de 2018

A lenda do “Primeiro de ano” no reino de Pindorama.

A lenda do “Primeiro do Ano”, no reino de Pindorama. Tonho é um desses quase anônimos prosadores que de vez em sempre tornam a vida de Pindorama um pouco melhor. Tonho repete muito alguns causos. Que segundo ele prega, deveriam fazer a vida de Pindorama melhor se todo mundo escutasse mais.

Tem muita importância para Tonho a lenda do “Primeiro de Ano”. Ele conta que aprendeu com os mais velhos, que aprenderam com os mais velhos ainda. Ouviu  experimentou, e repete de graça pedindo fé nessa crença.

É simples. A lenda diz que tudo que for feito no primeiro dia do ano vi se repetir a cada dia. Se o sujeito passa o primeiro dia do ano feliz, será feliz o ano inteiro. Se o cabra amarrar algum bode, fizer besteira a penitência irá acompanhá-lo até o próximo Janeiro.

Diz Tonho pra quem quiser ouvir:

– Beija a mão do seu Vigário e tenta abraçar o Delegado,                                                      porque com esses dois sempre é bom andar de bem.  

– Bate na porta de teu vizinho, fala um agrado dizendo coisa do bem.                                              É bom estar seguro, dor de barriga sempre vem. 

– Faz um carinho na patroa e muita gentileza naquela hora.                                                       Ela é mulher, mas gosta de ser senhora.

– Faz simpatia de graça, na rua, no bar na praça.                                                               Capricha no dispor, com certeza a sorte te acha.

– Paga aquele trocado do troco mal ajeitado.                                                                               Um favor nunca lhe será negado.

– Incentiva as crianças com leveza.                                                                                                 O tempo vai passar e isso é certeza.

– O que for feito nesse primeiro dia do ano, vai se espelhar até o outro Janeiro.                               Se você quer sorrir? Faça isso o ano inteiro.

E por caminhos que não precisava percorrer, pra pessoas que nem precisa conhecer, Tonho repete, repete e incentiva todos que vê pela frente.                                                                                                                Certamente se forem indagar dos mais sábios sobre a lenda, ou a maldição do Primeiro do Ano, a resposta será. Que mal tem?

Em Pindorama não é diferente. Em muito curral tem boi encrenqueiro. Em muito quintal tem galo faceiro em muito bar tem camarada zombeteiro.

De uns tempos pra cá tem aparecido muita gente azeda. Tonho profetiza. Foi picadura de mosquito rançoso espalhando a doença do Bicho da goiaba branca. Muita gente acabou ficando azeda, o pior de cada um foi aparecendo.

Os botecos mal falados começaram a ficar cada vez mais cheios. Urubu começou a ser bicho de estimação. As cores desbotaram o cinza ficou mais visto.

No inferno se trabalha muito rápido. O fedor do enxofre ficou cada vez mais forte. Quando a gente alegre de Pindorama percebeu o a praça da matriz estava tomada e desrespeitando a lenda, no primeiro dia desse ano o coreto foi tomado e as pessoas mais rançosas passaram a dar ordens.

Tonho sempre alertou.                                                                                                                                                         – O que for feito nesse primeiro dia do ano, vai se espelhar até o outro Janeiro. Se você quer sorrir? Faça isso o ano inteiro.                                                                                                      Mas é mais que verdadeiro, se você não sorrir, se você odiar, vai odiar o ano inteiro. Se chorar vai chorar o ano inteiro.

E Pindorama cada vez mais triste viu barragem arrebentar, estrada turística despencar, pedra rolar morro, criança cair do prédio, pegar fogo em time de futebol.

Seu Vigário só pode usar batina preta, vermelha nem pensar. As crianças estão aprendendo a marchar, a disciplina acima de tudo. Quem quiser visitar Pindorama tem que pedir prévia autorização.

Tonho não tem resposta e a gente cada vez mais triste insiste na pergunta. O Janeiro de Pindorama vai demorar? Ele, num nexo só dele responde.                                                                                           – A velhinha vai quebrar o fêmur.

__________________________________________________________________________________________________________________________

3 Comments

  1. MARIA EUFRASIA disse:

    A lenda mais linda e,verdadeira,que já li.Obrigada querido amigo.Boa noite.NT.com seis anos, já tinha lido,cem livros infantis.Com oito anos,toda a coleção de Monteiro Lobato.

    • Cako Machini disse:

      É exatamente por isso que essa minha charmosa amiga tem as posturas sócio/políticas que tem. Desejo harmonia e luz.
      Tomara que meus escritos continuem agradando.

  2. Geraldina Batista disse:

    Perfeito. Com tudo que já está acontecendo acontecendo ao nosso redor….que mais parece um redemoinho…desejamos mesmo que chegue rápido “o janeiro de Pindorama “.
    E que se faça o bem, o beijo, a solicitude …..
    Para que se aconteça até o próximo janeiro….
    É quando este for bom…..que demore a passar….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *