Iguatama
17 de fevereiro de 2016
Bichinho, Prado MG
17 de fevereiro de 2016

Cachoeira de Emas

Cachoeira de Emas

                                 Coisas do nosso passado recente,                                                              coisas da natureza, lugar agradável.

Gente Emas 2Gente Emas 1

Aqui, bem pertinho de São Paulo tem num lugarzinho agradável, interessante muito pouco divulgado ou conhecido.  Pirassununga vocês conhecem  pela cachaça, pela Base aérea, Esquadrilha da Fumaça, Campus da USP, mas  poucos ouviram falar em Cachoeira de Emas.

Na verdade o lugar é uma corredeira e não uma cachoeira. Os indígenas da região chamavam o local de “Pirá-cynunga”, o lugar onde o peixe ronca. Nos meses de Dezembro acontece a piracema e os peixes acabam pelo esforço emitindo um ruído semelhante a um ronco. O nome da cidade veio dessa cachoeira.         O nome Emas (muito previsível) foi dado em função de ter existido na região   grande quantidade dessa ave.

Vai daí no principio do século XX, a Companhia Paulista de Estradas de Ferro, criou uma estação próximo a cachoeira, lá também foi construída uma pequena hidrelétrica  e o distrito acabou ganhando o nome de Cachoeira de Emas.

Gente Emas 3

Piracicaba fica a 160 km de São Paulo pela Rodovia Anhanguera.  Com mais 13 km você está no distrito de Cachoeira de Emas. Desde a rodovia principal tudo está muito bem sinalizado.

Você encontra construções do início do século XX. Uma barragem interessante, um trecho pedregoso de rio e um parque muito agradável.   O rio em questão é o Rio Mogi Guaçu. Rio acima existe barcos de aluguel para passeio e ótimas (opinião dos entendidos), condições para pesca. Temos também uma dúzia de restaurantes, que eu classificaria com bom conceito.

Tudo é simples sem sofisticação, mas tudo é muito bem cuidado. A estrada de acesso está bem cuidada. O parque tem estacionamento.  Quem quer passar um dia ao ar livre curtindo a natureza num cenário lindo pode fazer sem chance de se dar mal essa opção por Cachoeira de Emas. Querendo dê uma esticadinha ao centro urbano de Pirassununga, são somente 9 km. Ali pertinho também temos Santa Cruz das Palmeiras. Pra quem gosta (como eu), do ambiente de cidades pequenas, é uma boa dica. Vale destacar que essa expressão indígena (peixe que ronca) que acabou gerando o nome Pirassununga significa que nesse local ocorre a Piracema. Esse espetáculo da natureza pode ser visto nos meses de Novembro e Dezembro. No principio de Dezembro temos no distrito a Festa da Piracema.

Gente Emas 4

Faça da sua vida um eterno Romance

         Já contam mais de dois anos, tivemos a felicidade de podermos ficar numa quarta feira o dia inteiro curtindo esse lugar.  Era Novembro, não estávamos em crise (aliás, Deus continue nos guardando…..nunca brigamos!!), nossas conversas a época expressavam um desejo de transformação. Noventa por cento da humanidade faz votos de renovação no final do ano. A nossa proposta teria de ser diferente, não poderia ser mais uma coisa vaga de tantos e de tantas vezes. Acreditamos que tudo que você faz concentrado, faz melhor. Como fazer um ritual, como dar solenidade ao gesto sem ser careta. Copiem nosso esquema foi sensacional.

Gente Emas 5

Combinamos trocar um presente. Comprei para Beth uma caixinha, uma pequena urna. Ganhei dela uma espécie de “necessaire”. Combinamos que cada um escreveria no papel azul seus desejos para o próximo ano. No papel branco os compromissos que está assumindo e no papel vermelho as coisas que deveríamos esquecer deixar de fazer.                                                         Beth é vidrada em água. Passar um dia na margem de um rio já seria ótimo. A água tem o simbolismo do movimento, era o ideal. Decidido que iríamos a Cachoeira de Emas, combinamos a tarefa de relatar dessa forma nossas propostas para o ano seguinte e marcamos o ritual para dali a 15 dias.Gente Emas 9

Saímos cedo, viajamos sem pressa, como sempre paramos várias vezes no caminho. Chegamos andamos bastante pelo lugar, curtimos, elegemos um restaurante pra comer… um peixinho, claro!…

No inicio da tarde, nos alojamos num ponto bem pertinho da água,  um entregou ao outro seu receptáculo de intenções. Alternadamente e também alternando as cores dos papeis cada um abria o bilhetinho, lia em voz alta e o autor da intenção explanava a respeito. Pela regra estabelecida o outro poderia opinar, poderia e deveria haver diálogo.

Gente Emas 10Após a leitura e o diálogo, os bilhetinhos escritos em vermelho, coisas que deveriam ser deixadas no passado, o que deveria ser eliminado era queimado. Os bilhetinhos de papel azul, os desejos eram lançados na água para que as forças da natureza conspirassem a nosso favor. Os bilhetinhos brancos, os compromissos assumidos ficariam em poder do parceiro. Foi combinado um retorno, também nas vésperas da passagem do ano para repetirmos o ritual e agora também conferirmos nossa aplicação nas reformas propostas.  Foi muito bom, fez muito bem para nossa alma, ficamos muito tocados com nosso diálogo. Trocamos muito carinho e como sempre tudo foi se encaminhando para tendo aquela linda paisagem por cenário fazermos um amorzinho muito gostoso.                                                                                          Deitados na grama, além de namorar, ficamos cantarolando…

                            …..tudo é uma questão de manter.                                                                                 A mente quieta, a espinha reta,                                                                                                             e o coração tranqüilo…………

Moral da estória: Tem quem goste de ficar discutindo, falando sem parar, censurando as pessoas, exigindo. Nós? Nós preferimos usar a criatividade. Francamente… eu se você convidaria seu parceiro (a) para um ritual desses. Pode até dizer que a ideia é sua. Nós não precisamos dos créditos, só queremos gente muito (muito) feliz, mais nada.Gente Emas 6   Gente Emas 8

Ouça, faz muito bem………………                                                   http://www.vagalume.com.br/leila-pinheiro/serra-do-luar.html#ixzz3bLjlJhZc

Serra do Luar        Walter Franco

Amor, vim te buscar
Em pensamento
Cheguei agora no vento
Amor, não chora de sofrimento
Cheguei agora no vento
Eu só voltei pra te contar
Viajei…Fui pra Serra do Luar
Eu mergulhei…Ah!!!Eu quis voar
Agora vem, vem pra terra descansar

Viver é afinar o instrumento
De dentro pra fora
De fora pra dentro
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro

Amor, vim te buscar
Em pensamento
Cheguei agora no vento
Amor, não chora de sofrimento
Cheguei agora no vento
Eu só voltei pra te contar
Viajei…Fui pra Serra do Luar
Eu mergulhei…Ah!!!Eu quis voar
Agora vem, vem pra terra descansar

Viver é afinar o instrumento (de dentro)
De dentro pra fora
De fora pra dentro
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro

Tudo é uma questão de manter
A mente quieta
A espinha ereta
E o coração tranquilo
Tudo é uma questão de manter
A mente quieta
A espinha ereta
E o coração tranquilo
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro
A toda hora, todo momento
De dentro pra fora
De fora pra dentro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *