Amparo
22 de fevereiro de 2016
Vinhos Finos de Altitude. Serra Catarinense.
23 de fevereiro de 2016

Capadócia

Capadócia 1

Estar nessa região é se deparar com uma surpresa a cada instante.

Não menosprezo nem discuto os estudos científicos sobre a formação geológica daquela região, mas juro que se fica com vontade de acreditar que estamos visualizando as travessuras de algum ET.

Uma base terrestre instalada na Lua.

Essa foi mais uma das ótimas expressões que os maravilhosos lábios da Luna produziram. (Essa boca gostosa serve inclusive para dizer coisas lindas) É tudo tão diferente e existem tantas variações que realmente podemos nos dar essa licença poética e nos imaginarmos fora da terra.

É uma paisagem única. A região é extremamente árida, mas acaba ficando bela, pelo menos muito interessante. Quem já teve a felicidade de andar nos campos do nosso Brasil, viu muito “monte do cupim” surgindo nos pastos. Na Capadócia você encontra formações verticais bem assemelhadas aos “cupins”. Mas vejam nas fotos elas tem formatos e formação geológica diferentes e estão lado a lado o que dificulta para um leigo entender o processo geológico.

Capadócia 2

Como nesse blog o que interessa é passar as nossas experiências e emoções, repito que esse lugar é mágico. É fantástico você constatar que em inúmeras dessas formações existem cavernas naturais transformadas em moradias. Consta que diversas civilizações ocuparam aquelas cavernas.

Não deixe de visitar o Museu a Céu Aberto, é um parque onde existe uma forte concentração tanto dessas excêntricas formações como de cavernas que um dia foram habitadas. O local é muito bem cuidado, tem ótima infraestrutura e oferece um circuito interessante onde é possível conhecer o ambiente do cotidiano de uma população amiguíssima com hábitos que valorizavam o coletivo. Um muito bom de exemplo para essa nossa moderna sociedade tão exclusivista, tão egoísta.

Capadócia 3

A Fé secular                                        Várias cavernas foram transformadas em igrejas no início da era cristã. Na exata forma do rito ortodoxo, ícones pintados nas paredes. Eu cultuo arte, em especial arte sacra e fico muito emocionado em olhar para pinturas de milênios. Vejo as cenas bíblicas retratadas, vejo figuras santificadas ali reproduzidas e noto que a arte sacra tem um DNA específico visível também nos trabalhos mais modernos. A quantidade de igrejas encontradas nesse parque também impressiona.

Capadócia 4

Eu e Luna temos o hábito de agarrar as mãos e rezarmos uma oração em cada igreja visitada em qualquer parte do planeta. Ficamos sensibilizados e felizes em orar num ambiente energizado por orações há milênios.

Coletivismo

O visitante é convidado a visitar recintos onde são encontrados fogões e refeitórios, tudo escavado na pedra, claro, e sem maiores estudos indicam que aquelas civilizações tão antigas já mantinham condutas que privilegiavam a coletividade, o senso coletivo. Se os fogões e refeitórios eram coletivos temos que imaginar que a produção de alimentos e as demais atividades vitais também eram sociabilizadas.

Nosso roteiro básico

Nosso destino fundamental era Istambul, Capadócia era uma extensão, agora considerada imperdível. O trajeto só deve ser feito de avião. A distância entre a região da Capadócia e Istambul é de +- 700 km, muita coisa para qualquer outra opção.

Capadócia é nome de uma região e não de cidade ou estado. Acessada por dois aeroportos, Neusehir e Kayserí.  As principais e mais interessantes cidades são Göreme, Uçhisar e  Ürguip.

Reservamos e acreditamos ser suficientes 2 dias de passeios na região (chegada sexta feira, retorno domingo a tarde). Usamos o aeroporto de Kayserí. Optamos por ficam em Göreme. Chegamos ao final da tarde com tempo suficiente para nos acomodarmos, ter um mínimo de descanso, fazer um passeio nos arredores e um jantar num restaurante pitoresco instalado numa espécie de ponte sobre um rio que corta a cidade.

Esse rio (ou canal) corta todo o centro urbano, têm laterais  em alvenaria, porém não é perene e fica seco (como aliás estava nesse Outubro de 2013) durante boa parte do ano.  

A opção pelo aeroporto de Kayserí, mais distante das atrações  turísticas, porém oferece mais e melhores opções de voos. Não deixe de negociar com o hotel escolhido o transfer de ida e volta do aeroporto. É uma providência segura e barata. São gastam +- R$ 30,00 p/ pessoa em cada trajeto para cobrir uma distância de 70 km.

Mesmo pouco sabendo sobre as outras cidades nossa opção por Göreme foi excelente. Encantadora e perto de ótimas atrações, Göreme tem uma população pouco superior a 2300 habitantes, é charmosa e sua atmosfera é ótima.

Hospedagem                                                                                                                          Nos hospedamos numa deliciosa e charmosíssima caverna do Dervish Cave House.

Capadócia 5     Capadócia 6

Veja o detalhe da janela do nossa caverna, quero dizer quarto.

É isso mesmo, vocês leram corretamente…nos hospedamos numa caverna e não numa suite convencional. Conta ai camarada! – Você já passou uma noite numa caverna esculpida na pedra? Posso dizer que se entregar aos desejos dessa mulher tão tesuda, vendo uma lua linda e lembrando que você ocupa um espaço escavado a milênios….é muito bom.

            Dervish Cave House é um dos charmosos hotéis que exploram inteligentemente as características da região e esculpidos, nos montes rochosos encravados por toda a Göreme. Recomendo: Simpatia, atitude, conforto, limpeza. Nada falhou, nada faltou e claro, foi uma excelente opção de preço. Essa sofisticada rusticidade vai mexer com você, acredite.

Capadócia 7   Capadócia 8

Refeições                                                                                                                                Anatólia Kitchen foi o primeiro restaurante frequentado e acabou sendo nosso preferido. A casa oferece ambientes internos e externos e tem a tipicidade buscada.

Capadócia 9

Nosso conceito, estando fora de casa, sempre foi procurar mais do que conhecer vivenciar a cultura dos lugares visitados. Gastronomicamente falando, quem nos lê já reparou isso, preferimos os restaurantes de rua, as coisas mais simples, locais frequentados pelo povo e não cenários idealizados para turistas.

Capadócia 10O cardápio oferecido na Capadócia é idêntico ao encontrado em Istambul. Mas a cozinha turca é maravilhosa e como durante todo o percurso nos fartamos prazerosamente.                 Kofte e Kebab, eu decorei esses nomes e procurei conhecer muitas de suas variações. Kofte é uma almôndega turca abençoada pela deusa grega Héstia com um especialíssimo tempero que torna essa mistura de carnes de boi e carneiro uma coisa deliciosa. São servidos com molhos deliciosos principalmente a base de yogurt (Grécia e Turquia fazem um yogurt maravilhoso)

Querendo receitas ou dicas sobre as variações,                                                                   faça contato.     

Kebab é nome daquilo que é conhecido aqui no Brasil como “churrasquinho grego”. Esqueça o estigma que aqui essa prática culinária recebeu. Lá a carne (frango, boi ou cordeiro) é de primeira, o manuseio e as instalações são exemplares. Normalmente a cozinha, a área de manejo dos restaurantes ficam expostas na parte mais frontal dos restaurantes ou ali mesmo no meio da rua.

Capadócia 11  Capadócia 12   Capadócia 13

Capadócia 14   Capadócia 15   Capadócia 16

Como todas nossas coisas tem sempre um toque diferente, além de oferecer um atendimento irrepreensível, ter uma cozinha primorosa, possuir instalações agradáveis e ter preços acessíveis o Anatólia Kitchen acabou sendo eleito por ser a “residência”  de uma safada porém carinhosíssima gatinha de pêlo malhado em branco e preto que reciprocamente se apaixonou pela minha Luna. Minha amada é uma pessoa sensível emotiva e encheu de carinhos essa nossa nova amiguinha.

Veja mais sobre o respeito e até mesmo a cultuação dos                                                   gatos na Turquia, uma estória que envolve figuras como                                                        o líder político Ataturk e o venerado profeta Maomé.

Passeios, locomoção                                                                                                          A Capadócia é inteiramente incrível, portanto não é preciso andar muito para conhecer suas exclusivas características. Optamos por não contratar nenhum “city tour”. Numa região onde existe uma coisa a ser apreciada a cada canto, preferimos a liberdade de rumo e horários andando por conta própria. Resolvemos alugar um quadriciclo, foi a primeira vez que usamos esse veículo. Gostamos, eu recomendo. Ficamos com mais autonomia do que usando um carro e com a absoluta liberdade de uma moto sem a insegurança de somente duas rodas. Saímos das estradas, pegamos trilhas e como praticamente não há vegetação seguimos até tudo que nos parecia interessante. O preço de saída foi R$ 30,00 p/hora, mas como tudo na Turquia pode e deve ser negociado pagamos R$ 90,00 para um total de 4 horas, que na verdade acabou sendo uma longa manhã inteira. E para os machões de plantão informo que foi a Luna quem dirigiu a maior parte do tempo.

Capadócia 18

Conhecer a Turquia é visitar, sem riscos, sustos, ou constrangimentos, um mundo (oriental) diferente. A Turquia nas suas principais cidades é muito cosmopolita e um ocidental se sente muito a vontade. Quem está na Turquia tem obrigação de ir até a Capadócia. O lugar é mágico. Gostou da descrição? Gostou do que leu? Nós temos prazer em contar, mas qualquer sensação é minúscula em relação a experiência vivida nesse lugar mágico.

Capadócia 17    Capadócia 19

Capadócia 25

bCapadócia 24

Capadócia 23

Muito em breve estaremos publicando uma segunda matéria sobre a Capadócia.       Ainda existe muito para contar.  Beijos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *