Edifício Minister
23 de julho de 2019
Imprensa mundial
16 de agosto de 2019

Cunha – SP

Cunha, a cidade da beleza. A beleza que se encontra nas paisagens da Serra do Mar. A beleza produzida em cerâmica por tantos ótimos artistas ali concentrados. A beleza de um campo incrivelmente lindo de Lavanda. A beleza das joias autorais do enorme artista Ricardo Pompilio, ou ateliê Lápis Lazúli. A beleza de um centro histórico que guarda e nos conta sobre muitas histórias de diferentes épocas. A Beleza do horizonte que pode ser visto por que sobe a Pedra da Macela.          Tá bom pra você? Então venha conosco. Veja como vivemos três dias em Cunha.                                 A vida deve ser leve, Cunha tem essa leveza da beleza.

Estivemos em Cunha em maio de 2019

Centro Histórico

Na verdade, estamos falando do centrinho da cidade. Não são tantos as edificações seculares, mas tudo é muito bem arrumadinho e muito bonitinho.

Estacione o carro nas proximidades da Igreja Matriz (Paróquia Nossa Senhora da Conceição) e ande a pé pelos arredores.

Na traseira da igreja construíram uma cascata meio modernosa. Francamente não entendi o significado, nem decidi se é de bom ou mal gosto….(?)

Nessa praça, a qualquer hora em qualquer dia, o número de pessoas (a maioria homens) bem maduros que estão ali proseando é bem grande. Tanto é que chamou nossa atenção e claro, me deu a oportunidade de puxar boa conversa com as pessoas bem simples que encontramos em nossas Andanças.

Ouvi do “conselho municipal dos Maduros de Cunha”, por unanimidade, que eu não deveria deixar de visitar a Pedra da Macela e nem o Lavandário. Estando ali no centrinho…

 

           

– Visite a CunhaTur, veja um ótimo conjunto de peças da sabedoria criativa artística de Cunha, e bata um bom papo sobre as atrações da cidade.

– O Mercado Municipal é muito típico, parece um retrato animado do século passado, não perca.

Lavandário

Rodovia SP-171 Cunha-Paraty, Km 54,7.

Esse é um ponto turístico imperdível quando se visita Cunha. É um orgasmo para os sentidos. Você acaba integrado a uma vasta área onde se cultiva exclusivamente Lavanda. Isso inebria seu olhar, seu olfato. Tudo ganha uma serenidade emocionante e lembrando que essa área de cultivo está no alto de uma montanha a noção de imensidão ganha você.   

     

O Lavandário é um ótimo exemplo de empreendimento criativo, bem sucedido e super inteligente. Você vai cultivar uma área com uma planta, no caso Lavanda. Utilizará a produção para produção de óleo essencial e a partir dele terá matéria prima para vários produtos. Isso poderia ser uma lavoura e uma indústria, mas os empreendedores criaram um recanto de poesia. Os campos de cultivo da Lavanda são muito naturais. Foram estabelecidas estratégicas alamedas para que os visitantes possam se integrar ainda mais. Foram também edificados mirantes que oferecem uma visão privilegiada sobre os campos de cultivo e a incrível visão das montanhas dos arredores.

Edificaram uma sede (?) onde funcionam café, loja especializada etc. Tudo com decoração e acabamento fielmente integrado ao contexto do local.

O respeito ao meio ambiente é absoluto. A circulação de automóveis é restrita.  Limpeza e conservação perfeitas. Até o fumo é prescrito no local.

Tenha inveja de quem já teve o prazer de ficar no meio desse paradisíaco local. 

 

 

Contemplário

Rodovia SP-171 Cunha-Paraty, Km 54,7.

Empreendimento muito mais recente, 2015. Esse é também um cultivo, refino e produção de artigos de Lavanda.                                                                                                                                  É muito simplista, no pior sentido, afirmar que ver qualquer um dos dois estabelecimentos é a mesma coisa.      Prefiro afirmar que é possível ter duas oportunidades de desfrutar de muita beleza, de tanta emoção, vindas da mesma fonte. Curta sua felicidade em dobro.  

 

Olival

Rodovia Cunha – Paraty, km 58.3 

Dentro da mesma linha, o Olival é um empreendimento que cultiva e processa oliveiras. Essa não é uma cultura comum no Brasil, o empreendimento tem uma preocupação válida e bem resolvida de ilustrar a todos sobre as características dessa planta e seus frutos as azeitonas.

Acabamos ficando com o entendimento que o plantio de Oliveiras é um grandioso cenário temático para o restaurante lá instalado. Querendo aproveitar a paisagem, ficará satisfeito com a comida e o serviço. Funciona também no horário do jantar.  

 

 

Pedra da Macela

Rodovia Paulo Virgínio sentido Parati (20 Km do centro de Cunha)

O ponto tem 1840 m de altitude e é o mais alto da região. Você precisa encarar uma razoável caminhada, com final numa subida bem íngreme, melhor tomar informações consistentes e analisar seu preparo físico antes de iniciar esse passeio. 

 

       

Quando você num local privilegiado como esse, costumo dizer que dali se observa a superioridade da natureza. Você está ali observando uma minúscula gigantesca parcela do nosso território. Sem nenhum esforço, com praticamente qualquer condição atmosférica você avista o mar, a Ilha Grande, Angra dos Reis e muito detalhadamente a cidade de Paraty.

Reserve algum tempo para desfilar o olhar. Procure e você achará muita poesia.

 

Canto das cachoeiras

Estrada Municipal do Paraibuna, km 2,5 

Num lugar onde a natureza trabalhou com muito capricho e carinho, foi implantado um restaurante muito bem cuidado.

O nome revela o ponto mais destacado do empreendimento. Você segue uma trilha que margeia o rio, atravessa uma pitoresca “pinguela” e fica muito perto, para não dizer dentro de uma cachoeira encantadora. Aliás, existe uma mística que acaba provocando um encantamento de todo ser humano (sensível)  quando se aproxima de um desses caprichos da natureza.

 

 

Cerâmica – ateliês                                                                          http://www.ateliesj.com.br/   

Rua Doutor Paulo Jarbas da Silva, 150 

Na década de 1970, foi trazido para o Brasil os fornos Noborigama. Esse é um equipamento milenar de formato e funcionamento singular usado na produção de cerâmica artística. Cunha acabou se tornando uma referência nacional em cerâmica.

Estando em Cunha, visite alguns dos tantos ateliês que você encontrar por suas andanças. Em especial visite o atelier Suenaga & Jardineiro. É muito tradicional, tem muita fama e o acervo que mostra aos visitantes é extraordinário.   

Uma opção interessantíssima é marcar uma visita a Cunha numa solenidade de abertura dos fornos. Não é um procedimento, é uma cerimônia, coisa formalíssima. Vale a pena se informar e participar de uma dessas celebrações.

 

Ricardo Pompilio – autor de joias   

Prof. Agenor Augusto de Araújo, 233   

https://ricardopompilio.com/autor-de-joias

…………….auto descrição…….    Somos técnicos, ourives, metalúrgicos. Somos desenhistas, escultores, projetistas. Somos alquimistas, somos artistas, artistas joalheiros.                                                  Conviva um pouco, aprecie o talento e o trabalho de uma pessoa gentilíssima, atenciosa, prestativa.

                  

Ateliê de joias Lápis Lazúli  

Rua Gerônimo Mariano Leite, 462   

www.atelielapislazuli.k6.com.br 

Classificamos Cunha como, a cidade da beleza, então vá ver um pouco mais de beleza na expressão do talento de alguns excelentes artífices, transformando metais em obras de arte.

Francamente não é a mesma sensação de estar olhando uma vitrine de joalheria. São peças diferenciadas, exclusivas, produzidas artesanalmente. Vale a pena.

 

Natureza

Nos arredores de Cunha, existem várias opções para curtir, trilhas, cachoeiras e muitos presentes do universo para contemplarmos.

De Cunha você acessa o Parque Estadual da Serra do Mar, o Parque Nacional da Serra da Bocaina, e a Área de Proteção Ambiental da Bacia do Rio Paraíba do Sul

Cunha tem 10 cachoeiras e 12 rios em seu território. Não é preciso nem sorte, basta um pouco de atitude e seu espírito será brindado com muita coisa bonita.

Gastronomia

Já citamos positivamente o restaurante Canto das Cachoeiras e o Olival. São merecedores de uma visita, tanto pela culinária oferecida como pelo encanto do entorno. Eles estão encravados em locais impressionantes.

No centro urbano duas indicações.

Restaurante Casarão 

Praça Cônego Siqueira 117

Instalado numa edificação tombada, é simples, mas exatamente coerente com a cidade e seu contexto. Pratos muito fartos e preços muito palatáveis.

Drão Restaurante e Ateliê   

Alameda Lavapés 560

Fica no bairro de Vila Rica. O povo da cidade costuma dizer que Vila Rica é lugar de rico. Deve ser pela concentração de ateliês e outras atrações. O restaurante não tem nada de exageradamente salgado, nem na culinária, nem nos preços. Oferece cardápio Vegano e Vegetariano.

 

         

 

 

 

 

 

1 Comment

  1. […] pode ser uma excelente opção de roteiro. Cunha é a cidade das belezas. Guaratinguetá, em função das referências de seu filho mais ilustre […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *