Roteiro do Vinho – São Roque

/, Destinos/Roteiro do Vinho – São Roque

Roteiro do Vinho – São Roque

Roteiro do Vinho, São Roque, uma estrada de agradáveis 10 km onde pode se passar um dia diferente e cheio de atrações.

Detesto lugares badalados, aglomerações fúteis e modismo. O município de São Roque pode ser um destino rotineiro sem ser repetitivo.

Nessa segunda matéria sobre São Roque deixamos o centro da cidade para percorrer o Roteiro do Vinho. São dezenas de atrações. Vinícolas, Adegas, Restaurantes, Pontos de Venda, Sítios, Parque, Pesqueiro. No intervalo paisagem rural, matas naturais. Dá pra dizer que qualquer coisa que se possa imaginar como atração num contexto campestre, você vai encontrar por lá.

Anote que vários estabelecimentos têm programação noturna e podem ser uma boa opção para começar uma noite que terá sequência em alguma pousada da região. Afinal Gente Grande gosta de namorar.

O melhor acesso para o Roteiro do Vinho é feito pelo Km 58,5 da Rod. Raposo Tavares. Fique tranqüilo, tudo está corretamente sinalizado.

A História do vinho em São Roque.

Dizer que a produção de vinho se confunde com a história dessa cidade, fundada em 1657, nos coloca numa característica bastante comum. Temos que  considerar que os pioneiros de qualquer região interiorana, tinham sempre origens européias, vinho era (e continuará) um hábito de consumo, e sendo o intercâmbio comercial coisa praticamente nula, os povoamentos deveriam ser praticamente auto suficientes .

As famílias inicialmente produziam para consumo doméstico, mas as condições climáticas e topográficas da região de São Roque foram convenientemente aproveitadas pelas levas de imigrantes chegados a partir do final do século XIX e o cultivo de uvas e a produção de vinho ganharam expressão.

No início do século XX, havia mais de uma dezena de produtores comerciais que a cidade de São Roque ganhou fama de Terra do Vinho.

Algumas décadas mais tarde, essa tendência se estagnou e a atividade entrou em declínio. Se comercialmente houve uma perda em termos de glamour e turismo o ganho foi imenso.

O bairro de Canguera, local onde se concentram as vinícolas, sempre muito visitado, recebe hoje milhares de visitantes a cada final de semana e abriga muitos outros empreendimentos que criam uma sinergia com a temática da região.

O vinho de São Roque é hoje é produzido com uvas que na sua maior parte vêm da serra gaucha. Mas o charmoso cenário, as construções centenárias, a vegetação exuberante, as vistas montanhosas estão aqui disponíveis a todos.

_____________________________________________________

Repetindo que são dezenas de estabelecimentos que merecem serem visitados, somente a título de ilustração vamos relatar a visita a alguns deles. Vinícola Góes, a Vila Dom Patto, a Quinta do Olivardo e o Sítio Alcachofras Bonsucesso.

É válido você acessar www.roteirodovinho.com.br para informações mais detalhadas e pontuais. Sempre afirmei que nosso trabalho é descrever impressões, opiniões. No site indicado você encontrará uma lista com 28 atrações no roteiro.

 

Não há necessidade de você fazer nada além de trafegar com muita calma e ter disposição de fazer paradas em pontos que te chamem a atenção. Não caia na tentação de imaginar que …é tudo igual…”.     

Um alerta. Em todas as paradas você poderá degustar bebidas. Concilie essas facilidades com seu prazer, com a Lei Seca e com o bom senso.

_____________________________________________________________________

      

________________________

 Vinícola Góes

A família Góes, de origem portuguesa, está na região desde o início do século XX. A produção de vinho começou apenas com o objetivo de servir ao consumo dos familiares.

A primeira investida comercial veio na década de 1930 quando a família começou a vender seus produtos para outras cidades inclusive para a capital, São Paulo. Em 1938, é fundada a Vinhos Palmares que teve uma trajetória de grande êxito.

Em 1963, o vinho produzido passa a ter o nome da família e surge a Vinícola Góes. Na década de 1980 começa um forte desenvolvimento da empresa que avança muito em três vertentes. Expansão comercial, com aprimoramento técnico. Pesquisa e diversificação. E a criação do Parque de Enoturismo. É esse o empreendimento constantemente ampliado e aprimorado que você prazerosamente visitará.

A Vinícola Góes preparou um interessante corredor envidraçado que permite seja observado o processo de produção do vinho. Temos um sistema receptivo onde você aprende sobre vinhos em palestras e apresentações, nas conversas com especialistas. Degusta informal ou tecnicamente os produtos. Pode adquirir além de vinhos equipamentos e acessórios para todos os estágios  de “sommeliers” caseiros.

Nesse parque de Enoturismo, temos o restaurante Vale do Vinho, que é muito bom. É oferecido qualidade e um agradabilíssimo tratamento. Digo novamente que São Roque é um destaque em questão de pessoas sorridentes. Também insisto em dizer que São Roque segue a regra brasileira da falta de treinamento dos atendentes. Repito. As pessoas são simpáticas, gentis, educadas, mas acabam cometendo erros primários por falta de preparo. Quem não está preparado são os lideres. Recebemos um tratamento gentilíssimo, mas constatamos cinco tropeços. 

A qualidade é ótima, mas os preços, analisados dentro do contexto, da cidade, etc., etc., deveriam ser mais atraentes, eu diria coerente.

Não movimente o carro, caminhe dentro do mesmo parque até a Licores Giullian’s, loja especializada em cachaças finas, licores, e destilados.

______________________________________________________

Quinta do Olivardo

A Quinta do Olivardo é um incrível estabelecimento de lazer ancorado por um destacado restaurante, eclético, mas voltado para a culinária portuguesa com foco na cozinha tradicional da Ilha da Madeira.                  

A história contada pelo proprietário, narra que o empreendimento é a resposta a um revés profissional/financeiro. O casal Cíntia e Olivardo Saqui em 2007 compra um sítio e passa a além de produzir parte de seu sustento, engatinhar na produção de vinho e iguarias típicas de Portugal. Surge uma “bodega”, que por ser simpática, competente, se desenvolveu e hoje está transformada na Quinta do Olivardo, esse magnífico empreendimento de gastronomia e lazer..

O restaurante está cercado por uma diversificada área de lazer que mistura fazendinha padrão, vinhedos, playground, lago.

A Quinta do Olivardo tem também um conjunto de edificações bem rústicas que remetem a uma aldeia portuguesa que emolduram uma simpática Tasca portuguesa. Tasca é o nome dado a um tipo primitivo e popular de estabelecimento onde se bebe, se come, e se compra. Tudo muito bem ambientado, arquitetura, roupas, decoração.

Eles exploram de forma interessante a diferenças das culturas e das Línguas Portuguesa e Brasileira dentro do mesmo idioma. Você pode, por exemplo, comprar ou degustar um “Enchido”, que seriam linguiças, ou seja, os nossos “embutidos”.

A Quinta do Olivardo promove um número muito grande de eventos. Não deixe de conhecer, nem de prestigiar suas celebrações com destaque para A pisa da uva, e O vinho dos mortos.

________________________________________________________

 

Vila Dom Patto

Vila Dom Patto, é o maior empreendimento de lazer e gastronomia de toda a região. Ancorado por um competente restaurante português, o empreendimento comporta uma gama enorme de atrações. Café, sorveteria, restaurante italiano, redário, playground, espaço para eventos, empório, adega, boulangerie, cervejaria, é só escolher. Além do imenso estacionamento temos também um heliponto, que tal?

Qualidade, esse é um qualificativo que pode ser usado para classificar qualquer aspecto ou recinto da Vila Dom Patto.

 

É um local recomendável em todos os sentidos. Tive a oportunidade de jantar lá uma noite dessas. Música (ótima) ao vivo, um serviço excelente um cardápio atraente. Recomendo.   

________________________________________________________

Sítio Alcachofras Bonsucesso    

Outra tipicidade da cidade de São Roque é a Alcachofra. O município promove anualmente a Festa da Alcachofra (final de Setembro).

Duvido que a maioria de nós tenha visto de perto um pé de Alcachofra. A planta é bonita. A Flor da Alcachofra é excêntrica. Vale a pena conhecer.

A parada no Sítio Alcachofras Bonsucesso, vai permitir que você entre num campo de cultivo, deguste o vegetal de diversas maneiras e adquira alcachofra desde in natura até as mais variadas conservas. Quem se encantar pode adquirir mudas da planta para seu sítio, sua chácara, seu jardim, etc.

______________________________________________

Quer um programa interessante para um final de semana? Coisa de Gente Grande?

Vá no sábado, não precisa ir muito cedo. Passeie bastante, converse, pergunte, curta. Prefira petiscar ou lanchar. Tenha mais ou menos escolhido um local pra jantar e curtir alguma atração. Depois termine, ou melhor ainda, comece a noite numa pousada. Aceite a dica. Pousada Juriti

Uma noite de amor num clima serrano, num local com umidade do ar altíssima, degustando alguns produtos que você se encantou durante o dia. Desperte sem pressa com cheiro de mato e lenha queimada. Curta a Pousada, o verde, a sauna, o verde, a piscina, o verde. Mais uma passadinha pela cama, mais um namorico e volte pra casa (São Paulo) em perto de uma  hora de percurso.                                                                                                                        Quem sabe a gente se encontra….

________________________

Vinícola Góes

Quinta do Olivardo

Vila Dom Patto

 

Sítio Alcachofras Bonsucesso

                      

Pousada Juriti

                            

 

 

 

  

2018-09-14T17:42:17+00:00

Sobre o Autor:

5 Comments

  1. Kiane Dantas 19 de agosto de 2015 at 13:20 - Reply

    Eu adoro tomar um bom vinho, deu até vontade de conhecer essa cidade, vai entrar para a minha lista haha
    Adorei seu blog e por isso te indiquei para responder a TAG: Blogueira(o) iniciante, vem conhecer a tag e um pouco mais sobre mim, e não se esqueça de me avisar quando responder a tag, sucesso 😉 http://viciadasembatom19.blogspot.com.br/2015/08/tag-blogueira-iniciante.html

    • Cako Machini 22 de setembro de 2015 at 17:29 - Reply

      A ideia é essa narrar nossas andanças dentro dos interesses e expectativas da nossa coletividade.Espero que nossos comentários sejam úteis. Aposto como você gostará de São Roque.

  2. Débora - @vamosdemochilabr 24 de fevereiro de 2017 at 14:24 - Reply

    Nós vamos este domingo para São Roque. Mas não iremos pernoitar na pousada, não dessa vez…
    Adorei as dicas, valeu por comentar que o restaurante Vale do Vinho tem os valores um pouco “fora da casinha” haha bom saber!

    • Cako Machini 10 de março de 2017 at 10:43 - Reply

      Estive numa viagem longa e por desleixo não verifiquei a caixa de mensagens. Peço desculpas. Numa próxima vez que estiver na região avisem com antecedência, faço questão de encontrar-los. Mais seguro falarmos pelo e-mail (acesso imediato) [email protected] Abraços

  3. Pedro Moura 23 de março de 2017 at 14:03 - Reply

    Gostei muito de suas dicas, acho bem interessante o roteiro ou as opções para se roteirizar. Para mim faltou uma opção, ou seja, de alguém que tenha uma van para que em grupo possamos degustar todas essas maravilhas. Tenho vontade de ir com vários amigos, que é desejo de todos também, porém gostaríamos de ficar muito a vontade na deguistação dos vinhos, por isso se houvesse alguém que possua essa opção com certeza faria um grupo e lá iriamos bem a vontade, sem ter que ficar controlando se bebeu o vinho ou não para o retorno.

Deixe um Comentário