Paranapiacaba

/, Destinos/Paranapiacaba

Paranapiacaba

Visitei Paranapiacaba, uma Vila Inglesa construída no século XIX (inaugurada em 1874). Não usei avião nem máquina do tempo. Um lugar construído com 100% de material importado da Inglaterra. Foi o principal ponto de apoio da São Paulo Railway (Estrada de Ferro, Santos – Jundiaí). Você acessa a Anchieta, no Estoril pega a Rod. Índio Tibiriçá e chega fácil a esse museu a céu aberto encravado no alto da Serra do Mar.

Os Ingleses construíram uma vila para hospedar os funcionários ( a maioria ingleses) que comandariam a ferrovia. Lá estavam os armazéns de construção/montagem dos vagões e as oficinas.

Paranapiacaba, em tupi, o lugar de onde se pode ver o mar. Não seria exagerado dizer que os verdadeiros donos dessas terras ajudaram os ingleses a planejar sua estrada de ferro, indicando o local mais apropriado na serra onde deveria ser montado o sistema chamado de Funicular, “engenhoca” que facilitava a subida e descida dos vagões na serra.

Para vencer os mais de 800 m de declive entre o Porto de Santos e o Planalto. a serra foi idealizado um sistema onde o vagão que descia, aliviava o empenho de força para a subida simultânea de outro vagão.

Tudo, absolutamente tudo, telhas, pregos, madeira, tudo foi trazido da Inglaterra para a construção da vila de Paranapiacaba. Que, aliás, não era pequena. Estamos falando de uma dúzia de ruas com algumas centenas de casas.

Para o maior dirigente da ferrovia foi construída uma moradia incrível. Uma edificação que com certeza rivalizava com muitas residências encontradas na Londres daquela época. Até mesmo uma imponente torre abrigando um portentoso relógio foi erguida.

A extinta Rede Tupi de Televisão, quando encerrou atividades (1980) levava ao ar uma novela (que ficou inacabada), Drácula. As locações do castelo do terrível conde era exatamente a residência do diretor geral da ferrovia. Aliás, pelo perfil arquitetônico da vila, pelo abandono do local e também pela neblina da serra, Paranapiacaba era usada como principal cenário de uma trama que pretendia mostrar o lado sombrio da vida desse príncipe romeno.                                                           ____________________________________________________ Outro lugar visitado por nós onde a formação do Fog (nevoeiro) de tão instantânea chega a impressionar é o Morro da Igreja na cidade de Urubici SC. 

A Serra do Mar é um local com marcas estatísticas incríveis. Ocorrem chuvas na região em média 290 dias por ano. Lá o tempo pode fechar em questão de minutos e a neblina pode se manifestar repentinamente. Estando em Paranapiacaba, principalmente a questão da neblina fica muito evidente. Você está andando pela cidade e de repente percebe que tudo, absolutamente tudo está encoberto. A visibilidade fica mínima repentinamente. Tudo se reverte e podendo ter luminosidade solar em minutos. Isso é incrível.

Resumo da Ópera

            Atmosfera – Principalmente quando se está caminhando longe de outras pessoas, a sensação que você foi remetido para algum local do passado existe.

            Natureza – A estrada de acesso em si já é uma atração. Você estará dentro de um trecho de Mata Atlântica com todo seu esplendor.  Se você gosta de trilhas também ficará satisfeito.

            Magia – A surpresa de ver um nevoeiro se compor e se dissipar em muito pouco tempo é uma sensação fantástica e essa não é uma condição que  se encontra facilmente.

            Comes & Bebes – Não se preocupe sua expectativa será muito bem recompensada.

            Empenho físico – É possível andar a “cidade” inteira sem maiores problemas. O local é praticamente plano.  

A urbanização de Paranapiacaba também nos trás uma lição social. Todas as casas são amplas. Elas eram moradias dignas, havia respeito pelas pessoas. Casas com jardins, varandas. Repetindo a comparação. Edificações que poderiam ser encontradas num bairro londrino.

Além disso, os equipamentos públicos chamam a atenção. Os prédios da dos serviços públicos eram muito bons. E é encantador o teatro lá construído. Sim, construíram uma vila no meio da serra, perto de nada e não deixaram de construir um centro de lazer e convivência e um belo teatro. Cultura e comportamento bem assemelhado com o pensamento capitalista mesquinho da atualidade. Você conhecerá as belas dependências da Sociedade Lira da Serra.

Conheça também o estádio do Serrano Football Club, que segundo informações é um dos primeiros times de futebol do Brasil. Orgulhosamente é contado que o Corinthians nunca conseguiu vencer o Serrano. Essa é uma forma tendenciosa de interpretar a estatística que mostra ter havido somente um jogo entre as duas agremiações. 

Paranapiacaba estava abandonada, a prefeitura de Santo André, nos anos 90 propôs um projeto de revitalização cedendo as casas para artistas e artesões. Visitei Paranapiacaba nessa época e considerei um início promissor. Muitos altos e baixos e agora com alguns estabelecimentos de maior envergadura, parece que o local irá deslanchar.

Andando a pé por ruas implantadas no século XIX, você respira uma atmosfera diferente. E esse fenômeno da neblina instantânea faz você torcer pelo mal tempo.

A Vila de Paranapiacaba está cercada de unidades de proteção ambiental. Entre elas uma das mais antigas do Brasil, a Reserva Biológica do Alto da Serra de Paranapiacaba.

É possível acessar trilhas muito interessantes na Serra do Mar, a partir de Paranapiacaba.

Se tivéssemos recursos para reformar pelo menos um terço dos vagões e locomotivas ali abandonados, teríamos uma mostra histórica incrível.

Considero que o turista tem um bom respaldo visitando Paranapiacaba, você conhece o trabalho de bons artesões, hoje dispõe de muito bons bares e restaurantes.

Existe a possibilidade (muito interessante) de visitar Paranapiacaba viajando de trem, a partir da Estação da Luz. Até mesmo por coerência essa opção seria maravilhosa. Gostando da ideia, melhor procurar uma informação correta sobre a disponibilidade. Eu quis usar esse transporte mas as viagens estavam suspensas. Desejo melhor sorte a vocês.     ___________________________________________________________________________  Ferrovia é tema que tem lugar garantido em nossa memória. Visite o Museu da Imigração (no Brás) No anexo você pode fazer um passeio numa Maria fumaça restaurada com direito a figurantes vestidos a caráter, etc.
E o melhor passeio (e 100% realista) aqui nas proximidades de São Paulo, está esperando por você em Guararema SP (leia e se entusiasme, são 20 Km deslumbrantes e você chega a um distrito preparadíssimo para receber turistas inteligentes.

Festival de Magos e Bruxas

Consta no calendário de eventos de Paranapiacaba um final de semana dedicado a mística com a realização do Festival de Magos e Bruxas. Em termos de cenário, a ambientação é perfeita. Além da temperatura, da neblina, Paranapiacaba, com sua arquitetura inglesa, e por tudo estar deteriorado, descuidado apresenta realmente uma atmosfera propícia. 

Festival de Inverno

Durante toda a estação a cidade apresenta aos finais de semana música ao vivo com várias atrações espalhadas pela cidade. Durante dois finais de semana consecutivos, ocorre o Festival de Inverno, com shows de maior envergadura. Consulte a agenda cultural da Secretaria de Turismo do município de Santo André.     _________________________________________________________________       

Uma vila inglesa, construída no meio do nada. Todo esse isolamento é terreno fértil para o imaginário popular. Uma das crenças sobrenaturais mais comumente comentadas em Paranapiacaba é a bizarra fama de aquela ter sido o último refugio de Jack, o estripador.
Quem conta essa estória começa informando que a polícia londrina identificou na figura de um médico a secreta identidade daquele serial Killers. Segundo os profundos conhecedores do tema, todos os corpos femininos encontrados tinham a característica de estarem com as gargantas cortadas, sempre da direita para a esquerda. Havia um incisão no abdômen e as “tripas” puxadas para fora. A semelhança levou a polícia a concluir que somente um médico poderia agir dessa maneira.Começaram a investigar um médico que sumiu misteriosamente. Foi sabido que ele havia se refugiado numa vila ferroviária construída por uma empresa inglesa na America do Sul. Paranapiacaba era o único local dentro dessa descrição. É relatado que havia um morador soturno e recluso quase um eremita que não se relacionava com ninguém, após sua morte foram descobertos em sua casa muitos equipamentos médicos utilizados em cirurgias.

2018-12-09T16:57:31+00:00

Sobre o Autor:

Deixe um Comentário