Serra da Graciosa
13 de julho de 2017
Morretes PR
Morretes
4 de outubro de 2017

Guararema

Guararema (SP)

Cidade pacata, arrumadinha, bonita. Cortada pelo Rio Paraíba do Sul num entorno com muitas atrações.

O que Guararema mais oferece é Política Pública. O município não tem nada de extraordinário, mas a determinação política criou uma ótima condição turística.

A cidade tem imóveis antigos bem conservados e não construiu nada de modernoso para conflitar com sua condição interiorana e bucólica. Tem lá uma cobertura criando uma rua coberta que julgo de gosto duvidoso, mas… é só isso.

Está pensando num passeio com duração de um dia, Inclua Guararema que está a somente 80 Km de São Paulo nas suas opções. 

Guararema tem uma gastronomia ótima. Vale a pena fazer uma pesquisa e uma prévia escolha. Vejam que existe um distrito chamado Freguesia da Escada onde se encontram vários ótimos restaurantes. Escolham. 

 

O Rio Paraíba do Sul corta o centro do município, na verdade foi sua origem. O rio foi respeitado e muito bem aproveitado. Recanto do Américo, Parque da Ilha, Parque da Pedra Montada, são áreas de lazer interessantes encontradas no entorno do rio. Existem várias simpáticas pontes (tipo Pênsil) por sobre o rio que dão um toque incrível no visual do lugar.

Guararema estabeleceu um padrão estético onde painéis (cimento armado) com representações de animais da fauna local estão aplicados em paredes, fechamentos e monumentos. Isso além de uma solução estética interessante dá uma singularidade ao município.

A cidade é bem ajardinada e vale a pena repetir: Muito bem cuidada. Falando em vegetação vale informar que Guararema é um termo indígena, é o nome de uma árvore conhecida por Pau D’alho. O termo Guararema significa árvore que cheira mal. É dito que a madeira da árvore tem um cheiro desagradável que lembra Alho.

Maria Fumaça

Como disse no início Guararema tem política pública e se aplica muito bem no quesito Turismo. Uma atração de Guararema que acaba atraindo gente ao município é a possibilidade de você realizar um passeio ferroviário.

A estação férrea da cidade que sempre serviu a antiga Central do Brasil tem seu prédio principal transformado em um centro Cultural mas suas bilheterias e sua plataforma funcionam com todas as suas características originais. Em dois horários, manhã e tarde, em finais de semana e feriados parte um trem turístico que percorre um trajeto de 5 km indo até a estação de Luiz Carlos.

Luís Carlos é um distrito revitalizado para ser um pólo turístico. O primeiro núcleo urbano desse distrito foi edificado na década de 1920. Foram tombados 20 imóveis além da Igreja de São Lourenço. Praça ampla, jardim bem cuidado, imóveis edificados para comportarem estabelecimentos de serviços turísticos. Tem chopp artesanal, pizzaria de classe, tenda de comida árabe, várias sorveterias, espaço para eventos.

Nos mínimos detalhes são notados cuidados para criar, ou recriar uma boa atmosfera para o turista.

O trem turístico é uma composição da década de 1930, movida a lenha. É composta da locomotiva, do carro de lenha e três vagões de passageiros. São disponíveis 142 assentos e até onde percebi, parte sempre lotado. Assisti a chegada de ônibus de excursão pouco antes de o trem partir.

Os funcionários desse “complexo ferroviário” vestem roupas de época. Tudo muito bem feito, mas a organização deveria refletir se não seria coerente e até mesmo politicamente correto se fossem contratados pessoas com mais idade e não jovens de 20 anos para o trabalho.

Vejo com muita antipatia serem cobrados R$ 55,00 por pessoa e ser negado meia- entrada até mesmo para a terceira idade.

Eles têm um blá-blá-blá armado dizendo que aquele é preço promocional. Não concordo, nesses termos o valor normal de uma passagem estaria próximo de uma passagem da ponte aérea.

O distrito de Luís Carlos é um destino interessante e também pode ser acessado por uma estrada de boa qualidade e de paisagem agradável vale a pena.

Bikes e Motos

Encontramos pelos parques da cidade vários grupos de ciclistas. E refletindo melhor Guararema acaba sendo um ótimo destino para essa turma. Guararema está ligada a outras cidades por estradas de bom traçado, com paisagens interessantes e que não judiam demais de quem pratica o “Pedal” (como eles denominam seus passeios).

E lógico, é uma delicia desfilar com a Duda nessas estradas que tem sinuosidade na medida exata para quem gosta de dirigir de forma esportiva 

Na ida para Jacareí cruzamos com dois grupos de motociclistas. A análise é a mesma. Estrada boa, grau de dificuldade pequeno, boas paisagens, infra-estrutura favorável.

Pelo menos no final de semana que estávamos lá, sem dúvida, os ciclistas eram o mais numeroso público turístico na região. Quem joga nesses times deve (se já não esteve lá) colocar mais essa opção na escolha dos próximos destinos.

Assista um vídeo sobre Guararema 

Capela de Nossa Senhora da Ajuda

Uma capela do século XVII construída em taipa que está em perfeito estado. Posicionada no alto de uma colina seu pátio tem vista bem interessante.

Tentamos pernoitar na cidade. Passamos pela frente da Pousada Maria Florência, telefonamos e nos decepcionamos com o valor informado. Pediram R$ 463,00 por um pernoite. Nem pelo aspecto exterior, nem por nossas expectativas de somente passar a noite, nem pelo número de hotéis que conhecemos seria possível aceitar esse valor.

Demos uma esticadela e pernoitamos em Jacareí (+- 30 Km) ficamos muito satisfeitos em nos hospedarmos no Hotel Brisa do Rio.

 

_____________________________________________________

Nosso trabalho é sobre o verdadeiro Turismo da Terceira Idade. Turismo para Maduros. Turismo para maduros descolados. Um Turismo Racional que considera os interesses, objetivos, condições e disponibilidades dos Maduros. Fugimos dos modismos, dos destinos e atrações previsíveis. Buscamos as coisas curiosas, as coisas típicas, excêntricas. Queremos conhecer a alma, a atmosfera a beleza singular de tudo e de todos.

________________________________________________

A escrava Maria Florência.

Guararema tem uma história de formação enquanto município bastante diferente da grande parte dos municípios brasileiros. Maria Florência era o nome de uma das escravas de Dona Laurinda de Souza Leite.

                   …………….. nem precisa explicar que essas informações históricas foram colhidas a conta-gotas nas conversas e das perguntas que fizemos pelos lugares frequentados ……………..

Por minha conta entendo que a soma de uma dose de solidão e isolamento de Dona Laurinda (até mesmo por ninguém ter se referido ao marido dela), com a dedicação e amizade (possivelmente com o mesmo tipo de vida) da escrava Maria Florência, resultaram no fato de Maria Florência ter herdado parte das terras de Dona Laurinda. Florência como devota de São Benedito, que lembremos era negro, resolveu destinar parte de sua propriedade para edificar uma capela ao santo de sua devoção. Hoje no mesmo local temos a igreja matriz de Guararema consagrada a São Benedito.

É contado pela voz do povo que a construção da capela acabou por atrair outras famílias que acabaram sendo acolhidas nas terras de Maria Florência.                                   Se Maria Florência não foi fundadora, foi formadora do município.    

Guararema 1967

Conheci Guararema no final da década de 1960. A família de um amigo de ginásio tinha uma casa de campo lá. Passamos alguns finais de semana por lá.

Era um município minúsculo, bem caipira em todos os sentidos que acessávamos de trem.

O rio Parnaíba do Sul passava no fundo dessa chácara. Existia um tosco píer na barranca do rio e um barquinho a remo para lazer e pesca. Tenham certeza que para alguns garotos de 15 anos o barquinho era um verdadeiro iate e aquele era um porto no Mediterrâneo.

Nunca foi esquecer que no Largo da Matriz funcionava “A voz da praça, o seu serviço de auto falante”. Anoitecia e uma simpática locutora fazia a função que hoje poderia ser chamada de DJ e ontem era chamada de Disc Jockey. Ela anunciava músicas, lia alguns anúncios, transmitia recados e servia como “Correio Elegante”. Ouvi muitas e muitas vezes ela anunciar que a música era oferecida para alguma pessoa. Eu adorava quando ela dizia …………… Essa melodia, alguém oferece a alguém e esse alguém sabe quem……….  

 

Empório Bistrô

Num recanto muito próximo ao Largo da Matriz, hoje chamado Pátio do Zé da Bala. Nesse local encontramos um restaurante simpático, com ótima cozinha. O Empório Bistro. Eles anunciavam uma Truta, que realmente valeu a pena. Cordial e preciso atendimento, espera mínima pelos pratos, preço adequado. Salão criativamente decorado com caçarolas, panelas, frigideiras. Ele tem uma varanda inspirada num pier bem legal. Deve ser um ótimo ambiente a noite.

 Nos anos 60, esse local era somente um terreno, melhor dizer terreiro, vazio que conheci ocupado por um simplório parque de diversões com não mais do que meia dúzia de velhas barracas. Lembro de um stand de tiro de rolha, onde atirei bastante e nunca acertei em nada. Esse local era o point da cidade.

Empório Bistrô                                                                                            (Pátio Zé da Bala)  Praça 9 de Julho, 10                                                                                                                   (11) 4693-4565

*Clique no título, saiba mais.

 

Uma das maiores ousadias que pratiquei nessa época foi encher o saco até conhecer pessoalmente a dona da melosa voz que mexia com meus hormônios e gravava em meu ouvido……………. …………… Essa melodia, alguém oferece a alguém e esse alguém sabe quem……….  

 

 

Jacareí

Unindo o racional e a nossa tradicional curiosidade nos negamos a pagar a diária pedida em Guararema e fomos conhecer Jacareí.

Outra cidade também muito bem cuidada. O Rio Paraíba do Sul também corta toda cidade. Seu entorno também está bem preservado. Os administradores não contrariando (muito) a natureza deixaram um espaço razoável nas margens do rio.

Foi uma estada muito de passagem mas quero comentar positivamente duas coisas.

           – Achamos super interessante o projeto “Se essa rua fosse minha”. A Secretaria Municipal de Cultura mobilizou a população que  indicou e escolheu 500 citações literárias para serem inscritas em placas e espalhadas pelo centro da cidade. Excelente ideia. Leva os passantes a uma reflexão. Desfoca os passantes da sua rotina. Parabéns.

Esse é o clássico exemplo. Ser inteligente, fazer coisas criativas não custa muito e cabe em qualquer local.

            A Cantina do Portuga. Bela surpresa. Um restaurante de muita classe (não falo de frescura), ótima cozinha, excelente atendimento.

 

 

 

 

 

 

 

Mogi das Cruzes

Resolvemos voltar para São Paulo acessando estradas secundárias que ligam os municípios limítrofes. Passamos em Mogi das Cruzes para conhecer o Casarão do Chá.

A cidade recebeu um contingente bem grande de imigrantes japoneses. Foi por eles implantada na região tanto o cultivo como a indústria do Chá. Essa indústria funcionou num casarão construído especialmente para isso. Essa construção é digna de ser visitada por ser um projeto que cultuava as tradições japonesas.

 

             

Vejam as fotos. Toda estrutura é feita com madeira nativa. As técnicas construtivas são incríveis. Não existe um único prego ou parafuso, tudo foi montado na base do encaixe.

 

Nossa Senhora da Escada

Maria, mãe de Jesus é uma das figuras mais veneradas da Igreja Católica. Ela recebe a denominação de Nossa Senhora, que a identifica como rainha universal e mãe da humanidade. Por isso na sua iconografia mais constante ela aparece com manto e coroa de rainha e carrega no colo seu filho Jesus ainda menino.

Todas as vezes que uma figura feminina é chamada de Nossa Senhora estamos falando de Maria. Porém existem inúmeras versões dessa denominação.

Nossa Senhora, de Lurdes, de Fátima, do Líbano, do Loreto, da Penha, do Carmo, dizem respeito a alguma aparição a ela atribuída.

Da Luz, do Socorro, da Graça, do Perpétuo Socorro, da Glória, dizem respeito ao seu fruto. Sendo seu filho entendido como salvador da humanidade.

Da Conceição, significa aquela que concebeu. Assunção, aquela que foi ascensa aos céus (sem passar pela morte).

Temos também a denominação baseada no auxílio que se busca. Dos Aflitos, das Mercês, da Boa Morte, do Bom Parto.

Somente uma representação apresenta Maria grávida, Nossa Senhora do Ó. Essa denominação vem de uma ladainha (tipo de oração onde sempre parte da oração é repetida). Ó mãe, Ó rainha, Ó protetora …

O número de denominação que Maria recebe é muito grande. Alguns são praticamente desconhecidos e outros soam bem estranho. Nossa Senhora da Escada, por exemplo. Eu nunca ouvirá falar nessa invocação. Conheci aqui no município de Guararema (SP). Conheçam a origem.

Como tudo que chega até nós basicamente por transmissão oral, a origem dessa denominação tem mais do que uma explicação. Eu pesquisei algumas versões, assemelhadas, porém distintas.

Num local as margens do Rio Tejo em Portugal existe (?) uma capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição. Pescadores, mercadores que usariam o Tejo para chegar ao mar, passaram a visitar a capela como forma de obter proteção divina em suas viagens. A crença prosperou e a necessidade de se subir uma escada na barranca do rio, marcou o local que acabou por rebatizar a santa.

Uma tradição conta sobre Maria na infância, quando cumprindo a Lei Hebraica foi apresentada ao templo, teria dançado na escada de acesso demonstrando sua alegria por estar na casa de Deus. Esse fato deu origem a uma outra veneração, Nossa Senhora do Templo.

Outra versão fala de um milagre ocorrido em Santana de Parnaíba onde uma capela dedicada a N. S. da Escada foi destruída pelo bandeirante Raposo Tavares, por ser aquele um aldeamento jesuíta onde os índios não eram escravizados. Em fuga os índios se viram encurralados num barranco e seriam dizimados se Nossa Senhora não tivesse milagrosamente aparecido e apontado uma escada feita de embira (fibra vegetal).

 A Igreja passou a encomendar aos artesões imagens de Nossa Senhora na sua apresentação mais clássica, manto, coroa e menino no colo, segurando na outra mão uma escada que dessa forma relembrava a história do milagre.

São Longuinho

Quem visitar a igreja de Nossa Senhora da Ajuda, estará (segundo lá informado) na única igreja brasileira onde existe uma representação de São Longuinho no altar.

O popular santo que nos auxilia no encontro das coisas perdidas, desaparecidas tem sua surpreendente biografia ali exposta.

Segundo a tradição aquele seria Longinus um soldado romano que estava presente na crucificação de Jesus. Teria sido Longinus o soldado que perfurou o ventre de Jesus após a crucificação. Uma gota do sangue de Jesus teria tocado nos olhos de Longinus e o curado de um problema de visão.

Mesmo ainda agregado ao exército romano Longinus passou a ser um crédulo de que aquele homem crucificado era realmente filho de Deus. Na sequência ele deserta, e se desloca para a Capadócia*, virando um pregador.

 * Leiam a matéria sobre a Capadócia. Foi uma viagem onde as emoções estiveram muito além de todas as expectativas. Visitar as primeiras igrejas, estar onde o cristianismo se estabeleceu, é coisa  indescritível.

 A figura de Longinus, São Longuinho (pra nós) era muito destacada na antiguidade. Existe uma estátua em sua homenagem na Basílica de São Pedro.

O Papa Silvestre 2º no ano de 999 queria canonizá-lo porém todo o processo simplesmente havia sumido. Conta a tradição que o Papa invocou o próprio candidato a santo para que realizasse mais um milagre. Os documentos apareceram e essa é a origem da invocação de São Longuinho: Ajudar a encontrar coisas desaparecidas.

Leitores, sinto muito, mas não consegui saber a origem da Simpatia dos três pulinhos prometidos ao santo.

____________________________________________________________________________________

Super dicas                                                                                                                               Pra quem mora na cidade de São Paulo Guararema é uma excelente opção para passeio de um dia no estilo “bate e volta”. Vejam outras opções. Amparo, Pedreira, Piracicaba, Paranapiacaba, Cachoeira de Emas, Leia sobre cada uma delas.

   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *